PUBLICIDADE
Topo

Atualidades

Alan Turing - 100 anos - O homem por trás da máquina

José Renato Salatiel

Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Nascido há 100 anos, em 23 de junho de 1912, Alan Turing tinha 41 anos quando cometeu suicídio. Incompreendido e perseguido em sua época, ele é hoje reconhecido como um dos maiores gênios da humanidade.

Direto ao ponto: Ficha-resumo

As contribuições de Turing podem ser resumidas ao campo de estudo dos códigos, que compreendem desde os algoritmos de computadores até o código genético. As facilidades em comunicação e gerenciamento de dados no século 21 devem muito a esse matemático inglês.

Em 1936, Turing definiu o conceito de uma máquina de números computáveis que constituiria a base da ciência da computação contemporânea. Naquele tempo não havia qualquer tipo de aparelho programável ou que realizasse cálculos mais complexos, apenas calculadoras simples.

No ano seguinte, o matemático publicou o artigo "On Computable Numbers, with an Application to the Entscheidungsproblem". Nele, Turing propunha resolver o problema matemático de decisão (Entscheidungsproblem) proposto por David Hilbert (1862-1943). Para isso, imaginou uma máquina que seria capaz de decodificar símbolos dispostos em uma fita e, com base em uma programação, decidir o que fazer com eles.

Essa chamada "máquina universal de Turing" era apenas uma teoria matemática, mas descrevia o funcionamento de um computador moderno. Turing tinha apenas 24 anos.

Seus esforços também ajudaram os Aliados a vencerem a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Durante o conflito, ele desenvolveu aparelhos que quebraram o código usado pelos alemães para transmitir mensagens criptografadas para as tropas nazistas. Isso conferiu aos ingleses e americanos uma vantagem sobre o Eixo.

O segredo dos alemães era uma máquina chamada Enigma, que codificava e decodificava mensagens. O dispositivo foi criado nos anos 1920 e adaptado para uso militar. Era similar a uma máquina de escrever e de fácil manejo. O usuário tinha apenas que "programar" a máquina para ter sua mensagem criptografada. Em seguida, o texto era enviado por telégrafo ao destinatário que, com outra Enigma, poderia entender o que estava escrito.

Turing e um grupo de matemáticos foram convocados com a missão de decifrar o código nazista. Eles construíram, a partir de 1940, uma série de máquinas chamadas "bombas" que tinham a função de decifrar as mensagens da Enigma.

Após a guerra, o matemático continuou envolvido em projetos de construção dos primeiros computadores eletrônicos. Tão importantes quanto os inventos práticos de Turing foram suas especulações sobre inteligência artificial. As teorias a respeito da possibilidade de as máquinas pensarem abriam um novo campo de investigação da ciência e influenciaram obras de ficção (entre elas, filmes como "A.I.", de Steven Spielberg).

Suicídio

Mas nada disso impediu que Turing fosse condenado por seu jeito excêntrico e honestidade acerca de seus relacionamentos. De fato, ele nunca escondeu sua sexualidade, mesmo sabendo que o homossexualismo era considerado crime no Reino Unido.

A Emenda Labouchère, de 1885, tornou crime "atos de grande indecência" e, na prática, era usada para coibir práticas homossexuais na Era Vitoriana. Ela vigorou até 1967. O mais conhecido caso de condenação com base nessa lei envolveu o escritor inglês Oscar Wilde (1854-1900). Ele recebeu em 1895 a pena de dois anos de prisão e trabalhos forçados.

Em 1952 Turing foi preso por envolvimento com um garoto de programa de 19 anos de idade. Na sentença, em vez da prisão, ele foi condenado a receber um tratamento com injeções de estrogênio (hormônios femininos), uma forma de castração química. Turing, que era atleta, engordou e, como efeito colateral, desenvolveu mamas.

Perseguido pela polícia e arruinado profissionalmente, o gênio da matemática se matou comendo pedaços de uma maçã envenenada com cianeto. Seu corpo foi encontrado sobre a cama na madrugada de 8 de junho de 1954.

Em 2009, atendendo uma petição com milhares de assinaturas, o primeiro-ministro britânico Gordon Brown se desculpou oficialmente pela condenação de Turing e pelo "horrível" tratamento dado ao matemático. Uma nova petição, pedindo o perdão do governo britânico, circula na internet desde o ano passado.

Direto ao ponto

No último dia 23 de junho foi celebrado o centenário de nascimento de Alan Turing (1912-1954), considerado o pai da computação.

 

Em 1936, com apenas 24 anos de idade, Turing definiu o conceito-base da ciência da computação. A chamada "máquina universal de Turing" era apenas uma teoria matemática, mas descrevia o funcionamento de um computador moderno.

 

Durante a Segunda Guerra Mundial, ele desenvolveu máquinas que quebraram o código usado pelos alemães para transmitir mensagens criptografadas para as tropas nazistas. Isso conferiu aos ingleses e americanos uma vantagem sobre o Eixo.

 

Em 1952 Turing foi preso acusado de manter relações sexuais com um jovem de 19 anos. Homossexualismo era considerado crime no Reino Unido desde 1885. O escritor Oscar Wilde havia sido condenado a dois anos de prisão por violar a mesma lei. Turing, contudo, foi sentenciado a receber injeções de estrogênio (uma forma de castração química). Ele se matou dois anos depois.

 

 

Atualidades