Fuvest divulga lista de aprovados no vestibular 2018

Mirthyani Bezerra e Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

    7.jan.2018 - Candidatos fazem prova no 1º dia da segunda fase da Fuvest, em São Paulo

    7.jan.2018 - Candidatos fazem prova no 1º dia da segunda fase da Fuvest, em São Paulo

A Fuvest, responsável pelo processo seletivo da USP (Universidade de São Paulo) divulgou nesta sexta-feira (2) a relação dos aprovados na primeira chamada do vestibular 2018. Foram 8.402 alunos convocados.

Para o coordenador de Física do Colégio e Curso Objetivo, Eduardo Figueiredo, a reserva de vagas para o Sisu e para alunos da rede pública mudou a dinâmica dos aprovados e aumentou o nível de dificuldade. "Em medicina, por exemplo, o aluno que fez 60 pontos e se encaixa nas cotas recebeu um bônus de 20% sobre a nota. Em um curso concorrido como medicina isso faz toda a diferença. Além disso, houve vagas separadas para o ingresso pelo Enem [Sisu], que diminuiu o total de vagas de ingresso por meio da Fuvest", diz Figueiredo.

E acrescentou: "Não vou discutir se é justo ou não ter cotas, mas é um fato que para o aluno que nunca cursou uma escola pública está cada vez mais difícil ingressar na USP."

Arquivo pessoal
Giorggio Galli Belloti, 19, passou em Medicina na Fuvest
O estudante Giorggio  Galli  Belloti, 19, é um dos alunos que hoje comemoram a aprovação na Fuvest. Ele estava em festa com os companheiros do cursinho quando recebeu a ligação do UOL. Na linha era possível ouvir risos, choros de emoção e muita conversa. 

Giorggio foi aprovado num dos cursos mais concorridos do país e teve de enfrentar concorrência de 135,74 candidatos para cada uma das 125 vagas da graduação. Esta foi a primeira vez que a Santa Casa não ofereceu suas 120 vagas para o curso de Medicina pela Fuvest, ampliando a dificuldade. No vestibular 2017, a concorrência foi de 63,04 candidatos por vaga. 

"Foi complicado, a Santa Casa tirou as vagas que destinava à Fuvest, foram separadas vagas para o Sisu. A prova foi mais difícil em relação ao ano anterior", contou. Giorggio tentou três vezes ser aprovado em medicina na Fuvest: a primeira logo depois de terminar o ensino médio, cursado em escola pública. Depois fez dois anos de cursinho.

Ele disse ter ficado surpreso principalmente com o resultado que obteve na primeira fase. "Eu não estava seguro que seria aprovado [na chamada regular], mas me preparei bastante, tive um bom tempo, ao longo desses três anos, para desenvolver minhas habilidades de fazer a prova. Eu saí da sala de aula com aquela certeza de que tinha chance. Apesar de ter confiança, nunca dá para saber", contou.

Outra novidade deste ano foi a reserva de vagas para alunos de escolas públicas e para candidatos autodeclarados  PPI (pretos, pardos e indígenas). Em 2018, 37% das vagas foram destinadas a alunos da rede pública. Dentro dessa cota, deverão ser reservadas as vagas para PPI segundo a proporção da presença dessa população no Estado de São Paulo.

Pontualidade

Alguns candidatos reclamaram no Twitter que faltou pontualidade por parte da instituição na hora de divulgar a lista, outros disseram que a página não estava carregando. O UOL tentou entrar no site da Fuvest para conferir o resultado e também encontrou dificuldades. O conteúdo só pode ser acessado por volta das 10h20. 

Matriculas da primeira chamada

Os convocados devem fazer a matrícula não presencial, no site da Fuvest, nos dias 5 e 6 de fevereiro. A segunda chamada será divulgada no dia 8 de fevereiro.

Depois, nos dias 15 e 16, tanto os candidatos aprovados em 1ª chamada quanto os classificados na 2ª chamada devem fazer uma matrícula presencial. Os endereços e horários podem ser consultados no manual do candidato (veja aqui).

Confira os documentos necessários para a matrícula:

  • Certificado de conclusão do curso de Ensino Médio ou equivalente e respectivo histórico escolar, ou diploma de curso superior devidamente registrado (o original e uma cópia);
  • Documento de Identidade oficial (o original e uma cópia);
  • Uma foto 3x4, recente (com ou sem data), com menos de um ano.

As cópias dos documentos mencionados nos itens 1 e 2 deverão ter sua autenticidade comprovada mediante a apresentação, no ato da matrícula, do respectivo original ou de cópia autenticada.

Estão previstas até 8 chamadas complementares. O calendário completo, com a data de divulgação de cada uma das chamadas e suas respectivas matrículas, pode ser consultado no site da Fuvest

A Fuvest deste ano teve um aumento de 0,6% no número de inscritos em relação ao concurso passado. Foram 137.581 candidatos disputando 8.402 vagas em 182 cursos da USP.

Outras 2.745 vagas foram ofertadas pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que seleciona candidatos com base na nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A matrícula desses aprovados acontece até o dia 7 de fevereiro.

Candidatos ouvidos pelo UOL classificaram a primeira fase da Fuvest como "fácil", com exceção dos testes de matemática. O grau de dificuldade em exatas se manteve na 2ª fase, que surpreendeu pelo nível de dificuldade em física e matemática, segundo professores de cursinho.

o tema da prova de redação foi "Os limites da arte". A proposta trouxe a polêmica em torno de exposições como a do Queermuseu, interrompida em setembro de 2017 por protestos de quem viu incitação à pedofilia na mostra.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos