PUBLICIDADE
Topo

Educação

Vestibular


Saiba como escolher uma boa instituição de ensino superior

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

02/05/2013 12h14Atualizada em 09/05/2016 18h36

Após definir a carreira que pretende seguir, é hora de analisar as instituições de ensino que melhor se encaixam em suas necessidades, condições e nas exigências do mercado de trabalho. Como descobrir se uma faculdade é boa ou ruim? Há algum parâmetro? 

“Conhecer a avaliação do curso no MEC é um bom passo. O estudante pode também recorrer a outros meios, como o RUF [Ranking Universitário Folha] do jornal Folha de S.Paulo e outros guias”, analisa Andrea Godinho de Carvalho Lauro, orientadora profissional do colégio Vértice.

No site do MEC (Ministério da Educação), por exemplo, é possível consultar notas obtidas pela instituição em avaliações nacionais, o que pode facilitar na hora da escolha.  Veja como consultar o site do MEC

Para a especialista, os vestibulandos também devem notar quais são os critérios dessas avaliações. "Tem algumas, por exemplo, que levam em consideração quantos mestres e doutores a universidade tem”. 

"O estudante deve estar atento e analisar ainda como é composto o corpo docente daquela instituição e como ela é vista", afirma Maria Beatriz Loureiro de Oliveira, coordenadora do Serviço de Orientação Vocacional da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Araraquara.

Nesse quesito, universidades estaduais e federais possuem certo prestígio, mas outras faculdades também são vistas com bons olhos pelo mercado. “A gente sabe que as instituições públicas são mais aceitas pelo mundo do trabalho, então a maioria delas já tem uma história de formação. Já as universidades privadas, algumas já vêm conquistando esse status”, analisa Maria Beatriz.

Visite o local

Além de analisar as notas obtidas pela instituição, é importante observar a estrutura do local e fazer uma pesquisa no site da universidade.  “A estrutura é muito importante para determinados cursos. No caso de medicina, o aluno deve ver se há hospital, onde vão fazer seu internato. Ou então, em engenharia, analisar se a instituição tem laboratório adequado”, diz Andrea Godinho.

LEIA TAMBÉM

  • Thinkstock

    Ensino técnico, tecnológico ou bacharelado: Veja qual combina mais com seus objetivos

  • Shutterstock

    Confira dez perguntas a se fazer antes de escolher a futura carreira

Para isso, o estudante pode fazer visitas agendadas às faculdades, conversar com alunos e ex-alunos para saber o que acham da instituição e como se colocaram no mercado de trabalho.

Diferenciais, como opção de intercâmbio, ajudam a definir a instituição. “É bom pesquisar se a universidade oferece, por exemplo, estágio no exterior. Hoje em dia existem muitos convênios que valem a pena para o aluno conseguir uma boa experiência lá fora”, diz a especialista da Unesp.

Andrea Godinho concorda. “É importante ver se há disciplinas optativas, atividades extracurriculares, opção de intercâmbio ou então formação continuada no exterior. No site de boas instituições, deve haver essas informações e outras, como a grade curricular, o coordenador do curso e apresentação de professores”.

Para a orientadora do Vértice, o mais importante é que o estudante tenha a noção de que os cursos não são iguais. “A faculdade, apesar de ter um currículo básico comum, que é instituído pelo MEC ou pela instituição que regulamenta aquele curso, tem certa autonomia para deixá-lo a sua cara”, diz Godinho.

 

Veja como consultar o site do MEC

1. Acesse o site http://emec.mec.gov.br/, nele você encontrará informações pertinentes sobre o curso e a instituição de ensino que você deseja cursar. É possível saber se a instituição é credenciada e se o curso é reconhecido pelo MEC, por exemplo.

2. Após entrar no sítio, clique em "consulta avançada" nas abas superiores, selecione a opção buscar por instituição de ensino superior e digite o nome ou a sigla da faculdade que deseja analisar. 

3. Na parte inferior, aparecerá o nome da faculdade e um valor de IGC (Índice Geral de Cursos) - que pode variar de 1 a 5. As notas a partir de 3 mostram qualidade satisfatória da instituição. 

4. Os cursos também são avaliados pelo MEC pelas avaliações CC (Conceito do Curso) ou CPC (Conceito Preliminar do Curso). As notas vão de 1 a 5 e são satisfatórios valores acima de 3.

Vestibular