Unesp

Unesp 2017: 1ª fase foi criativa e tempo não foi problema para candidatos

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

Violência contra a mulher, doenças sexualmente transmissíveis e zika vírus foram alguns dos temas que envolveram as questões da primeira fase do vestibular da Unesp, aplicado neste domingo (13). De acordo com professores ouvidos pelo UOL, a prova foi bem elaborada com questões criativas e teve um nível médio de dificuldade.

"Foi uma prova clara e que não gerou dúvida, não teve ambiguidades nas questões. As perguntas eram ricas em textos, imagens, figuras", comentou a professora Vera Antunes, coordenadora do Curso e Colégio Objetivo.

Para ela, o candidato não teve dificuldades em administrar o tempo para responder os enunciados. "Ou o aluno sabia ou ele não sabia. Não tinha erro."

O professor Marcelo Dias Carvalho, coordenador do curso Etapa, concorda. Ele considerou os enunciados claros e uma prova com temas bem distribuídos.

"Do ponto de vista do candidato, não teve muita conta chata para fazer e textos muito longos para ler. Foi uma prova coerente e que exigiu mais interpretação de texto do que um conhecimento aprofundado dos temas", afirmou Carvalho.

Para o professor Daniel Perry, coordenador do Anglo, a prova de química foi a mais tranquila do dia. Em biologia, ele destacou como um diferencial o fato de que não caiu o tema fisiologia humana, recorrente nas edições anteriores.

"Em inglês teve um errinho de digitação numa palavra, mas nada que impedisse o candidato de fazer corretamente a questão. As provas de geografia, português, história foram bem clássicas", concluiu.

Vestibular 2017

A segunda fase da Unesp ocorrerá nos dias 18 e 19 de dezembro. O resultado final do vestibular será publicado em 3 de fevereiro.

O curso mais concorrido é medicina, em Botucatu, com 266,2 inscritos por vaga. Em seguida, aparecem direito em franca (55,1), psicologia (44,4) e arquitetura e urbanismo (44,2), ambas em Bauru.

UOL Cursos Online

Todos os cursos