Fuvest

Segundo dia da Fuvest surpreende por ausência de história do Brasil

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

Nesta segunda-feira (11), a Fuvest aplicou a prova de conhecimentos gerais da segunda fase do vestibular 2016. Para os professores ouvidos pelo UOL, a prova teve nível médio para difícil e surpreendeu pela ausência de questões sobre história do Brasil.

"Surpreendeu não ter história do Brasil porque essa é uma tônica do exame", avalia Lilio Paoliello, diretor pedagógico do cursinho da Poli. "Tivemos uma questão de história muito ligada à filosofia, outra sobre a América relacionada a um contexto mundial e outra interdisciplinar sobre a Mesopotâmia."

Para ele, houve na prova uma "tentativa" de questões interdisciplinares. "Elas foram mais questões multidisciplinares. Ela partia de um conceito de biologia, por exemplo, mas a questão era sobre matemática."

Na visão de Paulo Moraes, diretor pedagógico do Anglo Vestibulares, a prova foi difícil. "Nada de história do Brasil, pouca biologia e a questão 9 de matemática foi a mais complicada", diz. "Teve um certo desequilíbrio na prova. Mas as questões foram bem contextualizadas."

Já Célio Tasinafo, coordenador pedagógico da Oficina do Estudante, avaliou o exame de hoje como "decepcionante". "A Fuvest vinha fazendo provas muito bem elaboradas em termos de interdisciplinaridade. Mas não aconteceu isso este ano", avalia. "Os alunos reclamaram muito da quantidade de cálculo pedido nos exercícios."

A falta de conteúdos importantes, como história do Brasil, tem uma justificativa para Edmilson Motta, coordenador geral do Etapa. "Devido à extensão da prova, não dá para ser abrangente", diz.

Para ele, a Fuvest teve um segundo dia "cansativo", que exigiu do aluno uma boa capacidade de interpretação. "Os candidatos precisaram ter uma leitura rápida e atenta. São enunciados que exigem essa capacidade."

Essa é a mesma visão de Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora pedagógica do Curso e Colégio Objetivo. "Se o aluno não tiver calma, interpretar bem, e entender o que a questão está perguntando, ele não vai bem."

Para ela, o nível de dificuldade foi de médio para difícil -- os alunos devem ter tido mais dificuldade nas questões que envolviam matemática e física.

UOL Cursos Online

Todos os cursos