PUBLICIDADE
Topo

Fuvest 2016: mesmo com bônus, maioria dos inscritos é da rede particular

Do UOL, em São Paulo

19/11/2015 16h25

A Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) divulgou nesta quinta-feira (19) os dados do questionário socioeconômico que os candidatos responderam durante a inscrição para o vestibular 2016. Segundo o levantamento, 30,8% dos inscritos cursaram todo o ensino médio em escolas públicas, enquanto 60,7% concluíram na rede particular. Os demais candidatos cursaram em cada uma das modalidades, no exterior ou em escolas de fundações, Sesi e Senai.

A USP adota um sistema de bonificação para aumentar a inclusão de estudantes que fizeram o ensino médio em escolas públicas, o Inclusp (Programa de Inclusão Social da USP).

Mesmo com o programa, predominam inscritos que cursaram o ensino médio integralmente na rede particular. Dos 142.721 inscritos para o vestibular 2016, 43.956 (30,8%) cursaram o ensino médio integralmente na rede pública. O percentual é próximo ao do processo de 2015 (30,4%) e inferior ao de 2014 (37,9%).

Em todo o país, a rede pública corresponde a mais de 80% das matrículas na educação básica (ensino médio e fundamental), segundo Censo Escolar.

A Fuvest seleciona para vagas em cursos da USP (Universidade de São Paulo) e da Santa Casa.

Perfil dos candidatos

Os dados mostram ainda que a maioria (73,3%) dos inscritos no vestibular 2016 se autodeclararam brancos, 16,8% pardos, 5,3% amarelos, 4,4% pretos e 0,3% indígena.

A maioria dos candidatos inscritos são mulheres (54,7%). Há ainda uma predominância de solteiros (97,6%), que não trabalham (83,2%), com 17 anos (32%) e com renda familiar entre três e cinco salários mínimos (20,5%).