PUBLICIDADE
Topo

'Melhor morrer de vodca que de tédio', diz perfil de aluno morto em festa

O estudante universitário Humberto Moura Fonseca, 23, morreu de coma alcoólico após participar de uma festa universitária em Bauru (SP) - Reprodução/Facebook
O estudante universitário Humberto Moura Fonseca, 23, morreu de coma alcoólico após participar de uma festa universitária em Bauru (SP) Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

02/03/2015 17h34Atualizada em 02/03/2015 22h39

"Melhor morrer de vodca do que de tédio". Essa é uma das 'citações favoritas' no Facebook do estudante Humberto Moura Fonseca, morto por coma alcoólico no último sábado (28), após participar de uma festa universitária em Bauru (SP). A frase é do poeta russo Vladimir Maiakóvski (1893-1930).

O jovem de 23 anos era da cidade de Passos (MG) e estava no 4º ano de engenharia elétrica da Unesp (Universidade Estadual Julio de Mesquita).

Ele participou da festa "open bar" InterReps, promovida por repúblicas em uma chácara na região da Granja Cecília. Entre as bebidas servidas no evento, estavam vodca, cerveja, catuaba, cachaça e energético. De acordo com a mídia local, o evento não tinha alvará nenhum para ocorrer.

Segundo a Polícia Civil, Fonseca participava de uma "competição" com colegas da Unesp e morreu em decorrência da intoxicação por álcool. O delegado Mário Henrique de Oliveira Ramos afirmou que o estudante deveria ter bebido ao menos 25 copinhos plásticos de vodca.

Outros seis estudantes da Unesp passaram mal no evento e três continuavam internados, em UTIs, em estado grave. Mateus Carvalho estava no Hospital da Unimed; Juliana Tibúrcio Gomes, de 19 anos, foi para o Hospital de Base; e Gabriela Alves Correa, de 23, seguiu para o Hospital Estadual.

O estudante universitário Humberto Moura Fonseca, 23, morreu de coma alcoólico após participar de uma festa universitária em Bauru (SP) - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Vídeo mostra estudante da Unesp bebendo antes de morrer em festa