PUBLICIDADE
Topo

Vestibulando precisa ter foco e organização para enfrentar ano de cursinho

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

17/02/2014 05h00

Antes de iniciar a preparação para o vestibular é essencial que o candidato (re) descubra a melhor maneira para estudar. Segundo profissionais ouvidos pelo UOL, as palavras de ordem nessa fase são foco e organização.

“Antes de tudo, o vestibulando precisa ter claro o que ele quer e o que ele realmente gosta”, afirma Liamar Fernandes, psicóloga e coach licenciada da Sociedade Brasileira de Coaching.

Uma vez tendo claro os objetivos que se quer alcançar, o aluno precisa se organizar e planejar uma rotina de estudos que deve durar o ano todo, explica Alexandre Takata, coordenador pedagógico e professor de história do cursinho Henfil. “Ele tem que ser pontual. Deve ter horário para acordar, para estudar e para dormir. Além das aulas, o estudante deve pegar todas as matérias que vão cair nas provas e dividir pelos dias da semana e pelo tempo que terá disponível para estudar”, destaca.

Dentro desse programa de estudos para o ano, Liamar aconselha também que as matérias sejam selecionadas pelo grau de dificuldade e colocadas em um cronograma de forma que as mais densas venham primeiro e as mais fáceis depois. “Isso deve ser repetido diariamente e o vestibulando deve levar a sério o dia de estudo como se fosse um dia de trabalho.”

Confira cinco dicas para melhorar o desempenho no cursinho:

  • Foque em seu objetivo sempre. Tenha claro o que realmente gosta e onde deseja chegar
  • Defina horários para para acordar, para estudar e para dormir. Seja pontual
  • Tenha algumas fontes de energia para as aulas, como barrinha de cereal, bolacha e frutas 
  • Quanto mais tempo o estudante se acostuma a ficar sentado e concentrado mais fácil será para ele enfrentar os dias de provas
  • Frequente todas as atividades extras oferecidas pelo cursinho

Maiores dificuldades

Outras dificuldades que precisam ser superadas pelos estudantes, segundo os profissionais entrevistados, são a preguiça, o preparo do corpo para as horas de estudo e o tempo gasto com distrações.

O professor Takata explica que seguir uma rotina facilita a preparação do corpo e da mente. Sendo assim, quanto mais tempo o candidato passa sentado e concentrado nos estudos mais resistência ele terá nos dias de provas.

A coach Liamar Fernandes observa que boa parte dos vestibulandos com quem trabalha acaba desperdiçando horas em atividades que não "agregam nada ao estudo, como navegar nas redes sociais ou ficar muito tempo jogando videogame". Para ela, as distrações precisam ser combatidas, pois atrapalham muito o rendimento dos estudantes.

Pressão familiar

Um dos cuidados que o candidato deve ter durante o período do cursinho é em relação à pressão familiar, lembra a coordenadora pedagógica do cursinho da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo), Leticia Povala Li. Ela ressalta que é importante buscar o apoio da família, mas, como nem sempre isso é possível, buscar autocontrole e autoconhecimento são tarefas essenciais nessa época.

Roteiro de Estudos; clique e confira

  • O UOL separou conteúdos para você estudar cerca de 3 a 4 horas por dia, de segunda a sexta-feira. Sábados e domingos devem ser planejados da maneira como você achar melhor.