PUBLICIDADE
Topo

UFMG adere ao Sisu e acaba com vestibular a partir deste ano

Do UOL, em São Paulo

19/03/2013 20h57Atualizada em 19/03/2013 20h57

A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) decidiu acabar com seu vestibular para aderir ao Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que escolhe alunos para instituições públicas de ensino superior por meio da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

A decisão foi tomada numa reunião do Conselho Universitário da UFMG realizada nesta terça-feira (19) e já vale para o processo seletivo para ingresso no primeiro semestre de 2014.

Segundo o reitor da UFMG Clélio Campolina elogiou a qualidade da prova do Enem e disse que o fim do vestibular decorre de estudos que a universidade vem fazendo há três anos. “O Brasil está atrasadíssimo em relação a países como Estados Unidos e os da Europa, que há muito adotam sistema de avaliação do ensino médio”.

Campolina também informou que o sistema de cotas não sofrerá alteração com o fim do vestibular. “A seleção pelo Sisu é democrática, elimina custos para os candidatos e oferece igualdade de oportunidades a todos”, disse.

Apenas os cursos que exigem exames para identificar habilidades – como música, dança e teatro – terão edital específico. “Os candidatos fazem o Enem e depois a prova de habilidades”, disse o reitor.

Com a decisão, a UFMG se torna mais uma universidade federal a adotar a nota do Enem como critério único de seleção, como já fazem a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), a UFC (Universidade Federal do Ceará), entre outras. A grande maioria das 59 universidades federais já utiliza a nota do Enem como critério seleção, seja como primeira fase de vestibular ou como bônus na nota final.