PUBLICIDADE
Topo

Suposta "cola" elimina candidata em vestibular na Bahia

Especial para o UOL Educação

Em Salvador

12/07/2011 14h45

Uma candidata do vestibular da Uefs (Universidade Estadual de Feira de Santana) foi eliminada nesta segunda-feira (11) por supostamente ter levado uma "cola" para a prova. Ela, que não teve o nome revelado pelos coordenadores do vestibular, foi obrigada a sair da sala porque os fiscais suspeitaram que ela estava com dois pedaços de papel contendo dicas e fórmulas de matemática.

A vestibulanda, que tentava uma vaga no curso de enfermagem, disse que os panfletos foram distribuídos para muitos candidatos por pessoas contratadas por um cursinho pré-vestibular da cidade, a segunda maior da Bahia, localizada a 108 km de Salvador.

Em conversa informal com os fiscais, antes de sair da sala, a candidata afirmou que não prestou atenção no material porque pensou que os panfletos faziam parte de uma ação de marketing do cursinho. Apesar das explicações, o coordenador do vestibular e pró-reitor de Graduação da UEFS, Rubens Alves Pereira, ressaltou que o edital não deixa dúvidas sobre o processo seletivo. “O texto diz que os panfletos são considerados ajudas externas, o que é proibido”, afirmou.

Outros nove candidatos foram eliminados por portarem aparelhos eletrônicos (principalmente telefones celulares), segundo a assessoria de imprensa da instituição.  De acordo com a assessoria de imprensa da Uefs, eles descumpriram o regulamento do vestibular, que exigia a retirada da bateria e a colocação do aparelho em uma sacola. Detectores de metais, instalados antes dos banheiros, flagraram os candidatos com os aparelhos.

Os quase 10,5 mil inscritos no processo disputaram 861 vagas, em 23 cursos. Segundo a UEFS, a abstenção nos dois primeiros dias de prova foi de 13,39%. A terceira e última prova do vestibular acontece nesta terça-feira (12).