PUBLICIDADE
Topo

"Volte para onde veio"

Atualizada em 02/02/2015, às 15h19

Por Dílson Catarino*:

Volte para onde veio

Há pouco tempo, estudamos esses vocábulos e vimos que onde corresponde a em algum lugar, aonde a a algum lugar e donde, a de algum lugar, podendo este último ser separado da preposição: de onde. Por exemplo:

Eu moro em algum lugar: A casa onde moro é confortável.

Eu vou a algum lugar: A cidade aonde vou é belíssima.

Eu venho de algum lugar: A cidade donde vim é belíssima. A cidade de onde vim é belíssima.

Até aqui tudo bem, já que, como dissemos, estudamos isso há pouco tempo. O problema reside quando montamos frases mais complexas, em que há dois ou mais verbos exigindo preposições diferentes.

Esses dias, um conhecido meu me perguntou como montar uma frase com o seguinte objetivo: Ele estava zangado com determinada pessoa e queria dizer que ela deveria voltar ao seu lugar de origem; queria montar a frase e não sabia como. Perguntou-me então: Como devo falar? Volte para onde veio ou Volte de onde veio? Qual a maneira adequada? Vamos, então, à explicação:

A pessoa veio de algum lugar. Ele quer que essa pessoa volte para esse lugar. Ele quer, então, que a pessoa volte para o lugar de onde veio, ou ele quer que a pessoa volte para o lugar donde veio.

O advérbio onde, como vimos, tem o sentido de em algum lugar, e donde, de de algum lugar. Na construção da frase, não há necessidade de escrever a palavra lugar, já que esse significado está incluso no advérbio. Retira-se, então a expressão o lugar, estruturando, portanto, a frase assim:

Volte para donde veio

*Professor de gramática da língua portuguesa, literatura e redação, desde 1980.