PUBLICIDADE
Topo

"Stones não cumprirá (ou não cumprirão?) a lei do silêncio"

Atualizada em 04/02/2015, às 15h27

Por Dílson Catarino*:

Rolling Stones não cumprirá a lei do silêncio no Rio.

Essa era uma manchete na Internet, informando que, apesar de ser proibido ruído acima de 85 decibéis entre as 22h e as 7h, a banda Rolling Stones se apresentará, no dia 18 de fevereiro, dentro desse horário, com mais de meia tonelada de som.

Ocorre, porém, que, no corpo do texto, há o seguinte trecho: "Das 21 medidas exigidas pela Secretaria da Segurança Pública do Rio para a realização do show dos Rolling Stones, dia 18, na praia de Copacabana (zona sul), uma não será cumprida: a da chamada lei do silêncio".

Opa! "...show dos Rolling Stones"? Os Rolling Stones? Se o artigo (os) correspondente ao nome Rolling Stones é masculino, plural, todos os elementos que se referem a ele não deveriam também estar no masculino, plural? Não teria de ser, então, "Rolling Stones não cumprirão a lei do silêncio"? Antes de partirmos para a explicação, vejamos outros trechos retirados de jornais:

  • Em NY, Rolling Stones dão uma prévia do show do Rio.
  • Ciuminho Falcão não se conforma com o show do Rolling Stones na praia de Copacabana.
  • Os Rolling Stones levarão à praia de Copacabana o show da turnê "A Bigger Bang".
  • Qual a maior loucura que você faria para assistir ao Rolling Stones?
  • Os Rolling Stones realizam show gratuito na praia de Copacabana.
  • Rolling Stones vai gravar DVD no Rio.
  • O grupo Rolling Stones, que faz no dia 18 de fevereiro de 2006 único show gratuito no Brasil, na praia de Copacabana...

Observe que há verbos no singular ("vai gravar", "faz") e no plural ("dão", "levarão", "realizam"), que há duas frases com o artigo no plural, duas com o artigo no singular, duas sem artigo e uma com o substantivo "grupo" antecedendo o nome da banda.

E agora? Quais frases estão adequadas? Quais estão inadequadas? Vamos à explicação:

"Rolling Stones" é o nome de uma banda, de um grupo, de um conjunto, como preferir o autor do texto. É, porém, um nome plural. Os nomes de bandas, de programas de rádio ou de televisão ou de publicações, como revistas ou de jornais obedecem ao seguinte preceito:

O uso do artigo é facultativo se ele não fizer parte do nome. Por exemplo:

  • Gosto das músicas do Skank. (Do grupo Skank)
  • Gosto das músicas da Skank. (Da banda Skank)
  • Skank se apresentará amanhã em Londrina.

No Brasil, é mais comum o uso dessas expressões com artigo, especificamente o artigo masculino, ou seja, a primeira frase apresentada é a mais comum: "Gosto das músicas do Skank".

Obs.: Se o artigo fizer parte do nome, ele será obrigatório e terá de ser escrito com letra maiúscula. Por exemplo, o jornal O Estado de São Paulo:

  • Você sabia que O Estado de São Paulo se posicionou favorável ao Presidente?

Nesse caso, se houver preposição ligada ao artigo, poderá ou não ocorrer a contração entre eles, ou seja, o apóstrofo é facultativo. Por exemplo:

  • Li isso em O Estado de São Paulo.
  • Li isso no Estado de São Paulo.

Se o nome estiver no singular, tudo o que se refere a ele deverá ficar também no singular. Por exemplo:

  • Legião Urbana se apresentará amanhã.
    A Legião Urbana se apresentará amanhã. (A banda) / O Legião Urbana se apresentará amanhã. (O grupo)
     
  • Veja denunciou mais um deputado.
    A Veja denunciou mais um deputado. (A revista)
     
  • Fantástico está no ar há mais de vinte e cinco anos.
  • O Fantástico está no ar há mais de vinte e cinco anos. (O programa)

Se o nome estiver no plural, há duas recomendações:

a) Usando-se o artigo:

* Pode-se usar o artigo no singular. Neste caso, tudo o que se refere ao nome fica também no singular. Por exemplo:

  • O Mulheres Negras era formado por dois homens brancos. (O grupo)
  • A Mulheres Negras era formada por dois homens brancos. (A banda)

* Pode-se usar o artigo no plural. Neste caso tudo o que se refere ao nome fica também no plural. Por exemplo:

  • Os Mulheres Negras costumavam apresentar-se com sobretudo e chapéu-coco de palha.

O artigo deve ser masculino, pois os integrantes do grupo eram homens, André Abujamra e Maurício Pereira. Se fossem mulheres, o artigo usado seria o feminino. Por exemplo:

  • As Orquídeas cantaram com Itamar Assumpção. (Grupo musical paulistano composto por sete mulheres)

b) Não se usando o artigo: 

A concordância passa a ser facultativa, ou seja, tudo o que se refere ao nome pode ficar no singular ou no plural. Por exemplo:

  • Mulheres Negras costumava se apresentar...
  • Mulheres Negras costumavam se apresentar...

Diante do exposto, chega-se à conclusão de que todas as frases apresentadas estão adequadas ao português padrão. A primeira frase, o objeto do nosso estudo, poderia, então ser escrita das seguintes maneiras:

Rolling Stones não cumprirá a lei do silêncio no Rio.

Rolling Stones não cumprirão a lei do silêncio no Rio.

O Rolling Stones não cumprirá a lei do silêncio no Rio.

A Rolling Stones não cumprirá a lei do silêncio no Rio.

Os Rolling Stones não cumprirão a lei do silêncio no Rio.

*Professor de gramática da língua portuguesa, literatura e redação, desde 1980.