PUBLICIDADE
Topo

"Se o presidente intervisse na questão, os deputados ..."

Atualizada em 02/02/2015, às 15h42

Por Dílson Catarino*:

Se o presidente intervisse na questão, os deputados acatavam a decisão

Há dois erros de conjugação verbal nessa frase:

- o primeiro erro é o verbo intervir, pois, quando a oração se iniciar por se ou caso, o verbo estará no Pretérito Imperfeito do Subjuntivo, e o verbo vir e seus derivados, nesse tempo, conjugam-se -viesse (se eu proviesse, caso nós interviéssemos), e não -visse;

- o segundo erro é o verbo acatar, pois, na formação de período composto com Pretérito Imperfeito do Subjuntivo, deveremos usar o Futuro do Pretérito (acatariam).

Então a frase apresentada deverá ser elaborada desta maneira:

Se o presidente interviesse na questão, os deputados acatariam a decisão.

Também o Futuro do Subjuntivo - iniciado por se ou quando - do verbo vir e seus derivados é estruturado ...vier... (se eu provier, caso nós interviermos), e não ...vir.

A maneira de se descobrir se um verbo é derivado de outro é conjugando-o, portanto um verbo será derivado de vir, quando for conjugado como ele.

Por exemplo:

A primeira pessoa do singular (eu) do Presente do Indicativo (todos os dias...) do verbo vir é venho (todos os dias eu venho), portanto serão derivados de vir todos os verbos que apresentarem essa terminação.

Por exemploPresente do
indicativo
Futuro do subjuntivoPretérito imperfeito
do subjuntivo
intervirTodos os dias eu intervenhoSe eu intervierSe eu interviesse
provirTodos os dias eu provenhoSe eu provierSe eu proviesse
advirTodos os dias eu advenhoSe eu advierSe eu adviesse

Outros exemplos:

Se os professores interviessem a nosso favor, conseguiríamos o intento.

Se ele proviesse do Rio Grande do Sul, não teria esse sotaque de nortista.

*Professor de gramática da língua portuguesa, literatura e redação, desde 1980.