PUBLICIDADE
Topo

"Os EUA intermediam negociação entre países"

Atualizada em 03/02/2015, às 17h29

Por Dílson Catarino*:

Os Estados Unidos intermediam negociação entre os dois países

O assunto de hoje é complicado aos brasileiros, principalmente aos que não têm acesso ao estudo aprofundado da língua portuguesa; trata-se da conjugação de alguns verbos. Vamos, então, a eles:

Antes de estudarmos a conjugação dos verbos, temos que nos ater à definição da palavra "rizotônico": rizotônicas são as formas verbais em que o acento tônico recai na raiz; por exemplo: eu CANto, tu CANtas, ele CANta.

Existem apenas oito formas rizotônicas em cada verbo: eu, tu, ele e eles do presente do indicativo, tempo caracterizado pela frase "Todos os dias eu..." e eu, tu, ele e eles do presente do subjuntivo, tempo caracterizado pela frase "Espero que...".

Há então, em relação ao verbo "estudar", por exemplo, as seguintes formas rizotônicas: Todos os dias eu estudo, tu estudas, ele estuda e eles estudam; Espero que eu estude, que tu estudes, que ele estude e que eles estudem. Todas as outras formas são denominadas de arrizotônicas.

Sabendo isso, estudemos agora os verbos terminados em "-EAR": Todos os verbos terminados em -ear têm o acréscimo da letra "i", colocada imediatamente antes da terminação verbal (ar), somente nas formas rizotônicas.

O verbo passear, então, tem a seguinte conjugação no presente do indicativo:

  • todos os dias eu passeio,
  • tu passeias,
  • ele passeia,
  • nós passeamos,
  • vós passeais,
  • eles passeiam;

no presente do subjuntivo:

  • espero que eu passeie,
  • que tu passeies,
  • que ele passeie,
  • que nós passeemos,
  • que vós passeeis,
  • que eles passeiem.

Nenhuma outra estrutura verbal de nenhum outro tempo tem a letra "i". Todos os verbos terminados em -ear têm a mesma conjugação -atear, cear, enfear, recear, etc.

Agora vejamos os verbos terminados em -IAR: os verbos terminados em -iar são regulares, ou seja, têm conjugação absolutamente normal, sem modificação alguma. Por exemplo o verbo copiar:

  • eu copio,
  • tu copias,
  • ele copia,
  • nós copiamos,
  • vós copiais,
  • eles copiam;
     
  • que eu copie,
  • tu copies,
  • ele copie,
  • nós copiemos,
  • vós copieis,
  • eles copiem.

Há alguns verbos, porém, que se conjugam diferentemente de todos os outros: mediar, intermediar, ansiar, remediar, incendiar e odiar. Eles têm o acréscimo da letra "e", colocada imediatamente antes do "i" dos verbos, somente nas formas rizotônicas, ficando, assim, com essas formas idênticas às dos verbos terminados em -ear.

O verbo mediar, cujo significado é "intervir", tem a seguinte conjugação no presente do indicativo:

  • todos os dias eu medeio,
  • tu medeias,
  • ele medeia,
  • nós mediamos,
  • vós mediais,
  • eles medeiam;

no presente do subjuntivo:

  • que eu medeie,
  • tu medeies,
  • ele medeie,
  • nós mediemos,
  • vós medieis,
  • eles medeiem.

Nenhuma outra estrutura verbal de nenhum outro tempo tem a letra "e".

A frase apresentada, então, deve ser assim estruturada:

Os Estados Unidos intermedeiam negociação entre os dois países.

*Professor de gramática da língua portuguesa, literatura e redação, desde 1980.