PUBLICIDADE
Topo

"Eu já o avisei que não quero isso!!"

Atualizada em 04/02/2015, às 15h10

Por Dílson Catarino*:

Eu já o avisei que não quero isso!

Quem avisa amigo é. E quem não estuda regência verbal erra frases simples.

Quem descobriu o erro da frase acima? Poucos conseguiram descobrir certamente. Pense mais um pouquinho... Qual a regência do verbo "avisar"?

Chega de lengalenga e vamos à solução: os verbos avisar, advertir, certificar, cientificar, comunicar, informar, lembrar, noticiar, notificar e prevenir têm duas regências possíveis:

  • Quem informa, informa algo a alguém.
  • Quem informa, informa alguém de algo.

Então tanto se pode dizer "O técnico informou a escalação do time aos jornalistas" como "O técnico informou os jornalistas da escalação do time".

O problema maior desses verbos ocorre quando se usa pronome oblíquo como complemento no lugar da pessoa, pois, quando usar "quem informa, informa algo a alguém", a pessoa será substituída pelos pronomes "lhe" e "lhes"; quando usar "quem informa, informa alguém de algo", a pessoa será substituída pelos pronomes "o", "a", "os" e "as". Então teremos o seguinte:

  • O técnico informou a escalação do time aos jornalistas = O técnico informou-lhes a escalação do time.
  • O técnico informou os jornalistas da escalação do time = O técnico informou-os da escalação do time.

A frase apresentada, então, deve ser assim reescrita:

Eu já o avisei de que não quero isso!

Ou

Eu já lhe avisei que não quero isso!

*Professor de gramática da língua portuguesa, literatura e redação, desde 1980.