PUBLICIDADE
Topo

"É preciso tornar mais rigorosas as normas e os critérios"

Atualizada em 04/02/2015, às 15h36

Por Dílson Catarino*:

É preciso tornar mais rigorosas as normas e os critérios para a captação de recursos.

Os exames vestibulares apresentam em suas provas inadequações gramaticais cometidas por jornalistas para os jovens vestibulandos analisarem. Li, esses dias, em um dos principais jornais brasileiros, uma frase que me chamou a atenção e que poderia ser objeto de uma questão dessas. Ei-la:

"O episódio todo indica, sobretudo, que é preciso tornar mais rigorosas as normas e os critérios para captação desses recursos públicos."

Muito bem. Qual a inadequação? O problema é a concordância do adjetivo "rigoroso" no feminino, plural, enquanto deveria estar no masculino, plural.

A gramática diz que, quando se usar um adjetivo que qualifica dois ou mais substantivos, sua concordância (masculino ou feminino; singular ou plural) depende de sua função na frase: o adjetivo pode ser elemento acessório (não fundamental, aquilo que se junta ao objeto principal, ou é dependente dele) ou elemento principal, essencial. A este chamamos sintaticamente de "predicativo"; àquele, de "adjunto adnominal". Como, porém, estabelecer a diferença?

Se for um adjetivo qualificando dois ou mais substantivos basta substituir os substantivos por um pronome (ele, ela, eles, elas, o, a, os, as, lhe, lhes). Se o adjetivo desaparecer, será elemento acessório; se não desaparecer, elemento essencial.

Se for elemento acessório, a concordância dependerá de sua localização na frase: se estiver depois dos substantivos, poderá concordar com o elemento mais próximo ou com a soma deles; se estiver antes dos substantivos, concordará apenas com o elemento mais próximo.

Se for elemento essencial, concordará sempre com a soma dos elementos.

Veja os seguintes exemplos:

  • Na análise que fizemos do projeto, nós encontramos critérios e normas rigorosas (ou rigorosos).

O adjetivo "rigoroso" é elemento acessório, é adjunto adnominal, já que desaparece quando substituímos os substantivos "normas e critérios" pelo pronome os:

Nós os encontramos, e não "Nós os encontramos rigorosos".

Na frase escrita no jornal, porém, o adjetivo "rigoroso" é elemento essencial, é predicativo, já que ele não desaparece quando substituímos os substantivos pelo pronome os:

É preciso torná-los mais rigorosos.

A concordância deve ser feita, então, no masculino, plural. A frase, portanto, está inadequada. O jornalista deveria ter escrito a seguinte frase:

É preciso tornar mais rigorosos as normas e os critérios para a captação de recursos.

*Professor de gramática da língua portuguesa, literatura e redação, desde 1980.