PUBLICIDADE
Topo

"A morte dele foi uma perca..."

Atualizada em 7 de junho de 2009

A morte dele foi uma perca...

NÃO!

A morte dele foi uma perda...

Que ocorre nessa frase, gramaticalmente?

Ocorre que o substantivo correspondente ao verbo perder é perda, e não perca. Perca é o presente do subjuntivo desse verbo.

Vejamos a teoria:

O presente do subjuntivo (que eu...) de qualquer verbo provém da primeira pessoa do singular (eu) do presente do indicativo (todos os dias eu...), retirando-se a letra o que termina essa pessoa, acrescentando-se a, para os verbos terminados em er e em ir e acrescentando-se e, para os verbos terminados em ar.

Portanto teremos o seguinte, em relação ao verbo perder:

  • Todos os dias eu perco.

    Tira-se a letra "o" e acrescenta-se a letra "a":

    Que eu perca.
    Que tu percas.
    Que ele perca.
    Que nós percamos.
    Que vós percais.
    Que eles percam.


    A frase apresentada não tem verbo, e sim substantivo. Portanto a palavra certa é perda, que provém do latim perdita, perdida, mediante uma forma erudita perdeda, com supressão dos fonemas "de", resultando o substantivo perda.