UOL Vestibular Notícias
 

07/01/2013 - 20h56 / Atualizada 07/01/2013 - 21h14

Fuvest 2013: Prova de conhecimentos gerais não foi "bicho-papão", dizem professores

Do UOL, em São Paulo

A prova de conhecimentos gerais aplicada aos mais de 31 mil candidatos convocados para o vestibular da Fuvest nesta segunda-feira (7) teve um nível médio de dificuldade e não demandou muito tempo dos estudantes, segundo professores de cursos pré-vestibulares ouvidos pelo UOL. “Não foi nenhum bicho-papão”, disse Edmílson Mota, coordenador geral do Etapa.

Para a coordenadora pedagógica do curso Objetivo Vera Lúcia da Costa Antunes a prova conseguiu, mais que em outros anos, ser “interdisciplinar de verdade”.  “O aluno teve que dominar conceitos de disciplinas diferentes e saber empregá-los de acordo com os enunciados. Foi uma prova muito inteligente”, disse. Para ela, as questões mais difíceis foram a segunda de inglês, que pediu a interpretação de um poema e as perguntas de história.

Mais sobre Fuvest e USP

  • Rodrigo Paiva/UOL

    Fotos da 2ª fase da Fuvest

  • Arte/UOL

    Famosos estudaram na USP

  • Aline Arruda/Arte/UOL

    Mitos e verdades sobre a prova

Vera acrescenta ainda que a prova não exigiu muito tempo dos candidatos. “Nas questões de química, física e biologia as fórmulas foram dadas, o candidato não precisou ficar fazendo contas. Teve que interpretar e relacionar os conhecimentos”, completou.

Opinião parecida teve o diretor pedagógico da Oficina do Estudante, Célio Tasinafo, que classificou o nível das questões de “médio para fácil”. “Principalmente para os alunos que temiam as questões de exatas”, observou. “Não houve nenhuma questão ‘impossível’, a prova valorizou os conteúdos clássicos do ensino médio”.

Tasinafo também acredita que a prova não foi cansativa. “As questões não demandaram muito tempo, mas exigiram do candidato uma boa estratégia de administração desse tempo. Candidatos mais experientes, que dosam bem o tempo gasto para responder cada questão,  tiveram facilidade. Mas quem se prendeu muito a uma ou outra questão dificilmente chegou bem ao final da prova”, finalizou.

Edmílson Mota observa, no entanto, não ter havido um conjunto harmônico entre as perguntas, com uma mescla entre questões fáceis e outras com um nível de dificuldade elevado. “Tenho dúvidas, inclusive, se algumas questões deveriam entrar na prova de amanhã”, disse.
Nesta terça-feira (8), será realizada a prova que traz questões de disciplinas específicas exigidas por cada curso.

O professor Luís Ricardo Arruda, coordenador geral do Anglo, espera que o nível de dificuldade seja maior. “O estudante que quer entrar na melhor universidade do país tem que esperar uma prova difícil”, disse.

Fuvest 2013: veja fotos do primeiro dia da segunda fase
Veja Álbum de fotos

Primeiro dia

Ontem (6), os estudantes fizeram a prova dissertativa de português e redação. Para os professores de cursinho ouvidos pelo UOL Vestibular, a prova de português da segunda fase da Fuvest pediu boa interpretação de texto e exigiu capacidade de relacionar conhecimentos de português e de literatura aplicados em diversos temas.

Em geral, o nível da prova foi considerado de mediano para difícil. O tema da redação nesta edição foi consumismo.

Não compareceram à prova de português 2.651 dos 31.182 candidatos convocados para a segunda etapa do processo seletivo (8,5%). O número é pouco maior do que o do ano passado, quando deixaram de comparecer no primeiro dia de prova 2.568 candidatos (8,15%).

O que levar e não levar

Em todos os dias de prova, será preciso apresentar o original do documento de identidade com foto. A sala e a carteira que o candidato deverá ocupar serão informados no local de exame. As respostas deverão ser feitas com caneta esferográfica de tinta azul ou preta. Também é permitido levar lápis nº 2, borracha, régua graduada, água e alimentos.

 

Confira o cronograma abaixo:

Data Provas Quantidade
7/1 - segunda-feira História, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês
Cada questão poderá abranger conhecimentos de mais de uma disciplina
16 questões
8/1 - terça-feira Disciplinas específicas de acordo com a carreira escolhida 12 questões


Para as provas do terceiro dia que contenham questões de matemática, será liberado o uso de esquadros, transferidor e compasso.

É proibido o uso de celulares ou qualquer dispositivo móvel de comunicação, computadores, gorros, bonés e caneta marca-texto.
 

Primeira fase e nota de corte

Estavam inscritos para a primeira fase do processo seletivo 159.609 candidatos, que disputam 11.082 vagas, sendo 10.982 de cursos da USP e 100 da Medicina da Santa Casa. A taxa de abstenção foi de 10,7%. Ou seja, 17.038 candidatos não compareceram aos locais de prova da primeira fase. Barretos foi a cidade com maior abstenção: 14,8% dos candidatos não fizeram as provas que aconteceram em 25 de novembro. São Caetano do Sul foi o município com menor taxa de ausentes: apenas 8%.

O curso com nota de corte mais alta é medicina, para o qual o aluno precisava de 73 pontos para ser chamado à segunda fase --mesma nota do último vestibular.

A primeira chamada está prevista para 2 de fevereiro de 2013. Outras informações podem ser obtidas no site da Fuvest.

Veja mais

Siga UOL Vestibular

Revisão de disciplinas

Temas importantes

Hospedagem: UOL Host