UOL Vestibular fotos

07/10/2011

Veja temas de atualidades que podem cair nos vestibulares

Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Veja temas de atualidades que podem cair nos vestibulares
  • link: http://vestibular.uol.com.br/album/111007_atualidades_20112_album.jhtm
  • totalImagens: 15
  • fotoInicial: 7
  • imagePath: http://ve.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20111226083631
Fotos
<b>Lixo espacial</b> - Desde que o primeiro satélite artificial entrou em órbita, há mais de meio século, os detritos espaciais acumulados em órbita do planeta se tornaram um problema para a vida na Terra. Estima-se que mais de 19 mil objetos maiores de dez centímetros, além de outros 500 mil menores, compõem uma nuvem de lixo espacial ao redor da Terra. Eles provêm de foguetes e satélites desativados, fragmentos de naves e até ferramentas usadas por astronautas. Na foto, especialistas observam um pedaço de lixo espacial na delegacia de Kraaifontein, na Cidade do Cabo (África do Sul) AFP Mais
<b>Estado Palestino</b> - Sem sucesso em acordos de paz com Israel, a Autoridade Nacional Palestina decidiu mudar de estratégia e propor na 66ª Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) o reconhecimento do Estado Palestino nas fronteiras pré-1967, situando a capital na parte oriental de Jerusalém. A proposta é recusada por Israel e Estados Unidos. Na foto, familiares de prisioneiros palestinos protestam em frente ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha Alaa Badarneh/EFE Mais
<b>Divisão do Pará</b> - Um plebiscito marcado para 11 de dezembro decidirá se o Pará será desmembrado em dois novos Estados: Carajás e Tapajós. Caso a proposta seja aprovada no referendo, será a primeira vez que um Estado brasileiro surgirá da vontade popular. A divisão do Pará dependerá ainda de uma lei complementar. Na foto, índios nadam no rio Xingu Andre Vieira/The New York Times Mais
<b>Fome na África</b> - Seca, guerras civis, restrições à ajuda humanitária e caos político resultaram numa crise de fome que afeta 12,5 milhões de pessoas que vivem na região conhecida como Chifre da África, que inclui Djibuti, Etiópia, Quênia, Somália (foto) e Uganda. A epidemia de fome já é considerada a pior deste século Ismail Taxta/Reuters Mais
<b>Protestos no Chile</b> - O governo chileno enfrenta a maior onda de protestos estudantis desde o fim do regime militar (1973-1990). Iniciadas em 6 de junho, as manifestações causaram conflitos que provocaram a morte de um estudante de 16 anos, no dia 26 de agosto, e uma greve geral de dois dias que paralisou o país. Na foto, marcha realizada dia 30 de junho Martin Bernetti/AFP Mais
<b>Revoltas Árabes</b> - Depois de mais de quatro décadas, o regime de Muammar Gaddafi chegou ao fim na Líbia. Com apoio militar da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em menos de uma semana os rebeldes chegaram à capital, Trípoli, e tomaram o quartel-general do ditador. Um governo provisório foi formado em Benghazi, pelo Conselho Nacional de Transição, apesar de ainda haver focos de resistência do regime anterior. Na foto, rebeldes comemoram após tomar parte da cidade de Bani Walid Zohra Bensemra/Reuters Mais
<b>Tumultos em Londres</b> - Entre os dias 6 e 10 de agosto, tumultos tomaram conta das ruas de Londres e outras cidades da Grã-Bretanha. Grupos de jovens atearam fogo em prédios e veículos, saquearam lojas e enfrentaram a polícia com bombas caseiras. Foram os mais graves desde os distúrbios ocorridos em Brixton, em 1995. Na foto, prédio é incendiado no bairro de Croydon, sul de Londres Lewis Whyld/PA Wire/AP Mais
<b>Reformas em Cuba</b> - Em Cuba, desde a revolução socialista de 1959, bens e turismo eram restritos ou inacessíveis à população. Agora, um conjunto de medidas anunciadas pelo governo deve mudar o cotidiano dos cubanos. As medidas devem reduzir a interferência do Estado na economia - um dos pilares do socialismo - e estimular a iniciativa privada. Javier Galeano/AP Mais
<b>Dívida americana</b> - O governo dos Estados Unidos venceu no início de agosto uma importante batalha - só que em um front doméstico. Em meio a um ambiente de tensão e expectativa nos mercados financeiros, o Congresso americano aprovou a elevação do teto da dívida pública. Dessa forma, evitou o risco de um calote inédito da maior economia do planeta, o que poderia provocar uma crise na economia mundial Jewel Samad/AFP Mais
<b>Terror na Noruega</b> - Setenta e seis pessoas morreram em dois ataques no dia 22 de julho em Oslo, capital da Noruega. Os atentados fizeram a Europa, antes preocupada com o radicalismo islâmico, acordar para a ameaça do terrorismo da extrema direita. O responsável pelo massacre foi o norueguês Anders Behring Breivik, 32 anos, que foi preso pela polícia Vergard M. Aas/AP Mais
<b> Escândalo dos grampos</b> - O caso dos grampos telefônicos envolvendo jornalistas ingleses provocou o fechamento de um dos tabloides mais tradicionais da Grã-Bretanha, o News of the World. Estima-se que 4 mil pessoas tenham tido os telefones celulares interceptados por jornalistas e detetives. O objetivo dos acusados era obter informações exclusivas para a publicação de reportagens. A última capa do jornal, publicado no dia 10 de julho, traz a frase "Obrigado e adeus" Reuters Mais
<b>Ônibus espaciais</b> - O lançamento do ônibus espacial Atlantis (foto), em 8 de julho, foi o último do programa de ônibus espaciais da NASA, a agência espacial americana. A nave levou quatro astronautas para uma missão de 12 dias na ISS (Estação Espacial Internacional, na sigla em inglês) AFP Mais
<b>China</b> - O Partido Comunista chinês completou 90 anos de fundação no dia 1º de julho. As comemorações na capital Pequim contaram com discurso contra a corrupção no partido, inauguração de obras e desfiles patrióticos. Na foto, criança passeia pelo local de realização do Congresso Nacional do Partido Comunista chinês, na cidade de Xangai, com a bandeira da antiga União Soviética ao fundo Eugene Hoshiko/AP Mais
<b>Crimes virtuais</b> - O governo brasileiro foi alvo da maior onda de ataques a sites oficiais na internet de sua história. As ações começaram em 22 de junho e duraram cinco dias. O grupo que assumiu a autoria é o mesmo que promoveu ataques a sites de empresas multinacionais, da CIA e do FBI nos Estados Unidos. Na imagem, página da Eletrobras CGTEE é desfigurada; no lugar do conteúdo normal, hackers publicaram um manifesto Reprodução Mais
<b>Refugiados</b> - No mundo todo existem 43,7 milhões de refugiados, número equivalente a população de países como Colômbia e Coreia do Sul. Os dados são referentes ao ano passado e fazem parte de um relatório do Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), divulgado na véspera do Dia Mundial do Refugiado (20 de junho). Na foto, refugiados afegãos Saeed Ali Achakzai/Reuters Mais

Últimos álbuns publicados

Hospedagem: UOL Host